Para-Raios: tudo que você precisa saber

Compartilhe com os amigos

O Brasil é campeão em incidência de raios. Através desse artigo, entenda a importância do uso de para-raios ou SPDA (Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas), como também é conhecido. Aqui, listamos alguns pontos fundamentais que você precisa saber sobre essa invenção de Benjamin Franklin.

Como funciona um Para-Raios?

Para o funcionamento completo do para-raios é preciso instala-lo em locais altos. Com pontas metálicas e finas, é responsável por atrair raios para si e conduzir a corrente elétrica até o solo, onde um cabo aterrado elimina a energia capturada.

Quais são os danos causados pelas descargas elétricas?

Antes de mais nada, vale ressaltar que segundo pesquisa divulgada pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o número de descargas elétricas que ocorrem por ano, é equivalente a 50 milhões. Elas podem atingir residências, condomínios e até mesmo empresas.

Entre os principais riscos decorrentes dos raios podemos citar a danificação de eletrodomésticos, perda de equipamentos eletrônicos e rachaduras. Além disso, colocam em perigo a vida de animais e indivíduos, que em casos mais graves podem ser vítimas de incêndio.

Portanto, é preciso estar consciente sobre o quanto a instalação de para-raios é essencial para evitar acidentes e garantir segurança a todos, afinal, qualquer um pode estar exposto a esse malefício.

O que é preciso saber sobre a instalação do Para-Raios?

Primeiramente, é importante saber que a instalação é regulamentada pela ABNT, Norma 5419/2015. A implementação do para-raios é exigida em estruturas isoladas com mais de 25 metros de altura, prédios com mais de 30 metros de altura e locais que contenham materiais inflamáveis.

Conhecendo os tipos de Para-Raios

O que muita gente não sabe é que existem 3 tipos de para-raios específicos para cada local.

1° Para-raios de Franklin: esse é o mais utilizado, pois se destaca quando o assunto é eficiência. Quanto maior a altura, maior o volume protegido.

2° Para-raios Radioativos: Os captores têm o formato de discos sobrepostos, diferente dos tradicionais que são pontiagudos.

3° Para-raios de Melsens: visto que os raios não afetam somente a parte superior dos locais, esse tipo é ideal para proteção em áreas laterais e janelas.

Quem pode realizar a instalação de Para-Raios?

O mais adequado é contratar uma empresa especializada em instalações elétricas. Para ter a certeza de um serviço completo e qualificado, opte por uma empresa que tenha vasta experiência no setor.  Afinal, profissionais que estão há mais tempo no mercado possuem conhecimento necessário para realizar sua instalação de para-raios.

Se você não conhece ou não tem nenhuma indicação de empresas do ramo, não se preocupe. Uma ótima dica para encontrar o local ideal para instalar seu para-raios, é pesquisando no Google. Isso mesmo, o Google é a plataforma mais influente nos tempos atuais. Basta jogar a palavra-chave e logo na primeira página, você encontrará as melhores recomendações.

Agora que você sabe a importância do uso de para-raios, entre em contato com uma empresa de instalações elétricas e proteja-se dos impactos causados pelos raios.

Leia também A IMPORTÂNCIA DA MANUTENÇÃO ELÉTRICA EM CASA


Compartilhe com os amigos

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *